Mais 150 Proverbios Portugueses.

Mais 150 Proverbios Portugueses.

150=”Quem não estraga não estreia.”
151=”Quem não lerda não medra.”
152=”Quem não pede, não o ouve Deus.”
153=”Quem não quer ser lobo, não lhe vista a pele.”
154=”Quem não sabe ser caixeiro, que feche a loja.”
155=”Quem não sabe, é como quem não vê.”
156=”Quem não se ri ao mês, ou é tolo ou quem o fez.”
157=”Quem não se sente, não é filho de boa gente.”
158=”Quem não tem bois, não promete carrada.”
159=”Quem não tem bois, ou antes ou depois.”
160=”Quem não tem cão caça com gato.”
161=”Quem não tem dinheiro não tem vícios.”
162=”Quem não tem marido, não tem amigo.”
163=”Quem não tem padrinho, morre Moiro.”
164=”Quem não tem vergonha todo o mundo é seu.”
165=”Quem o alheio veste na praça o despe.”
166=”Quem o inimigo poupa, nas mãos lhe morre.”
167=”Quem pássaros receia, milho não semeia.”
168=”Quem pede a Pedro e paga a Gaspar, volta a pagar.”
169=”Quem pega por moça, perde por força.”
170=”Quem planta no Outono, leva um ano de abono.”
171=”Quem poda em Março, vindima no regaço.”
172=”Quem porfia, mata caça.”
173=”Quem pouco sabe, depressa o reza,”
174=”Quem primeiro alça, primeiro calça.””
175=”Quem quer festa, sua-lhe a testa.”
176=”Quem quer sopas gordas, vaca nelas.”
177=”Quem quer, vai; quem não quer, manda.”
178=”Quem quiser bolota que a trepe.”
179=”Quem quiser luxo, que lhe custe.”
180=”Quem sabe do barco é o barqueiro.”
181=”Quem sabe falar, evita guerrilhar.”
182=”Quem sai aos seus não degenera.”
183=”Quem saiba e pense, vence e convence.”
184=”Quem se pica cardos come.”
185=”Quem se quer ver sempre se encontra.”
186=”Quem se rala morre cedo.”
187=”Quem semeia ventos, colhe tempestades.”
188=”Quem só mata, morre cedo.”
189=”Quem só uma ovelha tem, mil lobos a comem.”
190=”Quem te avisa, teu amigo é.”
191=”Quem tem amigos, não morre na cadeia.”
192=”Quem tem amores, tem dores.”
193=”Quem tem boca não manda soprar.”
194=”Quem tem boca, vai a Roma.”
195=”Quem tem calos, não se mete em apertos.”
196=”Quem tem capa sempre escapa.”
197=”Quem tem cu tem medo.”
198=”Queres um conselho, pede-o ao velho.”
199=”Quem tem filhos tem cadilhos.”
200=”Quem tem fome, cardos come.”
201=”Quem tem medo fica em casa.”
202=”Quem tem unhas é que toca viola.”
203=”Quem tem vagar, faz colheres.”
204=”Quem tudo quer, tudo perde.”
205=”Quem vai à guerra, dá e leva.”
206=”Quem vai ao mar avia-se em terra.”
207=”Quem vê caras não vê corações.”
208=”Quem vier atrás, feche a porta.”
209=”Quem namora pelo fato, leva o Diabo ao contrato.”
210=”Quem torto nasce, tarde ou nunca se endireita.”
211=”Quem tudo quer vingar, cedo há-de acabar.”
212=”Quem não se fartou no comer, não se farta no lamber.”
213=”Quem se mete por atalhos, mete-se em trabalhos.”
214=”Quem tem Saúde e Liberdade é rico e não sabe.”
215=”Quem tem sorte ao jogo não tem sorte aos amores.”
216=”Quem em Março come sardinha, em Agosto lhe pica a espinha.”
217=”Quem em novo não trabalha, em velho come palha.”
218=”Quem em ruim terra nascer, sempre para ela há-de pender.”
219=”Quem muitas estacas estancha, alguma lhe há-de pegar.”
220=”Quem não debulha em Agosto, debulha com mau rosto.”
221=”Quem vai para a cama sem ceia, toda a noite rabeia.”
222=”Quem não governa a lenha, não governa a casa que tenha.”
223=”Quem bebe no S. Martinho (11/11), faz de velho e de menino.”
224=”Quem se veste de ruim pano, veste-se duas vezes por ano.”
225=”Quem vive no convento é que sabe o que se passa lá dentro.”
226=”Quem se deserda antes que morra, merece uma cachaporra.”
227=”Quem não come por ter comido, não é mal de grande perigo.”
228=”Queres pasmar o teu vizinho? Lavra e esterca p’lo S. Martinho.”
229=”Quem quiser o alho cachapernudo, plante-o no mês do Entrudo.”
230=”Quem seu amigo quiser conservar, com ele não há-de negociar.
231=”Quem tem telhados de vidro, não deve atirar pedras ao do vizinho.”
232=”Quem parte e reparte e fica com a pior parte, ou é tolo ou não tem arte.”
233=”Quem quiser fazer uma viagem em paz, não leve mulher, nem cão, nem rapaz.”
234=”Quem aos vinte não é, aos trinta não tem, aos quarenta não é ninguém.”
235=”Quem encontrou sem muito procurar, é porque muito procurou sem encontrar.”
236=”Quem em Abril não varre a eira e em Maio não rega a leira, anda todo o ano em canseira.”
237=”Simão (Outubro) favas no chão.”
238=”Sol de Junho, madruga muito.”
239=”Saber esperar é uma grande virtude.”
240=”Santos da Terra não fazem milagres.”
241=”Semana Santa molhada, terra alterada.”
242=”Semeia e cria, e viverás com alegria.”
243=”Se queres ver o teu corpo, abre o teu porco.”
244=”Segundo lá escolhestes, assim cá vos contentai.”
245=”S. Miguel (29/09) soalheiro, enche o celeiro.”
246=”Setembro, ou seca as fontes ou leva as pontes.”
247=”Se chover antes de missa, toda a semana borriça.”
248=”Sê em Agosto cuidadoso e aguilhoa o preguiçoso.”
249=”Se queres um bom alhal, semeia-o antes do Natal.”
250=”S. Miguel (29/09) passado, todo o amo é mandado.”
251=”Se queres conhecer o vilão, põe-lhe uma vara na mão.”
252=”Seda em Janeiro, ou fantasia ou falta de dinheiro.”
253=”Sáveis por S. Marcos (25/04), enchem-se os barcos.”
254=”Sapato branco em Janeiro é sinal de pouco dinheiro.”
255=”Se em Outubro te sentires gelado, lembra-te do gado.”
256=”Se queres ser bom alheiro, planta alhos em Janeiro.”
257=”Se queres ser bom milheiro, faz o alqueire em Janeiro.”
258=”Se o sapo canta em Janeiro, guarda a palha no sendeiro.”
259=”Se o Inverno não erra caminho, têmo-lo pelo S. Martinho.”
260=”Se a Senhora das Candeias (02/02) rir, está o Inverno para vir.”
261=”Se queres ver o teu marido morto, dá-lhe couves em Agosto.”
262=”Se o velho pudesse e o novo quisesse, nada havia que não se fizesse.””
263=”S. João (24/06) e S. Miguel (29/09) passados tanto manda o amo como o criado.
264=”Tempo é dinheiro.”
265=”Tanto lês, que treslês.”
266=”Tostão a tostão faz um milhão.”
267=”Tristezas não pagam dívidas.”
268=”Todos os caminhos vão dar a Roma.”
269=”Tantas cabeças, quantas sentenças.”
270=”Tem o porco meão pelo S João (24/06).”
271=”Tudo está bem, quando acaba em bem.”
272=”Temporã é a castanha que por Março arrebenta.”
273=”Todo o burro come palha, é preciso é saber dar-lha.”
274=”Tempo de Santa Luzia, cresce a noite, minga o dia.”
275=”Tudo em Novembro guardado; em casa ou arrecadado.”
276=”Todos os pássaros comem trigo e quem paga é o pardal.”
277=”Tão ladrão é o que vai à vinha, como o que fica à espreita.”
278=”Tão ladrão é o que vai à horta, como o que fica à porta.”
279=”Tanta chuva pelas candeias, tantas abelhas pelas colmeias.”
280=”Tantas vezes vai o cântaro à fonte que um dia lá fica a asa.”
281=”Tanto vale cada um na praça, quanto vale o que tem na caixa.”
282=”Tanta vez vai o rato ao moinho, que um dia fica lá com o focinho.”
283=”Tantos dias de geada terá Maio, quantos de nevoeiro teve Fevereiro.”
284=”Todos os caminhos vão dar à ponte, quando o rio vai de monte a monte.”
285=”Um dia, não são dias.”
286=”Um mal nunca vem só.”
287=”Um galo não canta no ovo.”
288=”Um olho no prato, outro no gato.”
289=”Um olho no burro, outro no cigano.”
290=”Uma maçã por dia, dá uma vida sadia.
291=”Uma ovelha má põe o rebanho a perder.”
292=”Um burro carregado de livros é um doutor.”
293=”Uma mão lava a outra e as duas lavam a cara.”
294=”Um rico avarento, não tem amigo nem parente.”
295=”Uma coisa pensa o Baio, outra pensa o selador.”
296=”Um rico avarento, não tem amigo nem parente.”
297=”Uma água de Maio e três de Abril valem por mil.”
298=”Uma mão lava a outra e as duas lavam o rosto.”
299=”Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade.”
300=”Um sabor tem cada caça, mas o porco cento alcança.”

Mais 150 Proverbios Portugueses.

JUÍZO.

Árvore bravia tu és,
Podes crescer à vontade,
Mas isso é apenas vaidade,
Machado está a teus pés.
Amigos tu não terás,
Se os tens, não te conhecem,
Pois todos levam para Trás,
Se a ti não te obedecem.
Aves em ti fazem o ninho,
As tuas folhas parecem brandas,
Quando vem um remoinho,
As aves todas tu espantas.
Parece que estás muito verde,
Mas verde é que não és,
Pareces rijo como parede,
Mas machado está a teus pés.
Por: António Jesus Batalha.

Advertisements

Sobre Alves Batalha

Um Peregrino.
Image | Esta entrada foi publicada em Provérbios portugueses. ligação permanente.

Obrigado e volte sempre.

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s